terça-feira, 19 de junho de 2012

A função das naninhas

Vini desde bebê adora a naninha..uma fraldinha de pano que ele carrega toda vez que vai dormir. Ele me lembra o Lino , personagem do desenho do Snoopy:
Achei esse texto sobre naninhas para bebê no Baby Center e vou compartilhar:


Dê uma naninha para seu filho (que não seja você!) 
"Naninhas" são objetos de estimação que transmitem segurança ao bebê. Pode ser uma fraldinha, um bonequinho ou bichinho de pelúcia. O ideal é que seja um objeto que "more" no berço. Ao se encontrar com ele, o bebê sabe que é hora de dormir. 
O cuidado a se tomar é o de não virar você a naninha do seu filho. Ou seja: ele só dorme se estiver com você. O objetivo do ritual e da naninha é ensinar o bebê a adormecer sozinho, porque sempre que ele despertar no meio da noite precisará voltar a dormir, de preferência sem a sua ajuda. 
Faça o ritual do sono com todo o carinho, mas tenha sempre em mente que sua meta é fazer seu filho se sentir seguro e amado para dormir tranquilo quando você não estiver ao lado dele, coisa que, em algum momento da vida, inevitavelmente vai acontecer. 


Qual escolher?
Os objetos transicionais simbolizam a figura materna para a criança. Há uma inevitável associação com o colo e o aconchego. Paninhos, cobertores e brinquedos de pano costumam fazer sucesso entre os bebês. Alguns meninos podem escolher objetos mais duros, como um travesseiro ou um bichinho de pelúcia.
Muitos pais relatam que a criança perde um pouco do interesse quando os brinquedos são lavados. Isso ocorre porque os bebês também o reconhecem pelo cheiro. No entanto, a opinião dos especialistas é a de que eles devem, sim, ser lavados sempre que necessário por questões de higiene.

Tem idade para retirar?
Não convém deixar a criança usar o objeto durante toda a infância. Com 2 anos de idade, a compreensão das situações fica mais clara para o bebê e é um bom momento para começar a retirar os objetos.
Para os psicólogos, os objetos devem ser encarados como algo saudável, mas seu uso prolongado – após os 2 anos de idade – pode representar uma dificuldade da criança em passar pelo processo de individualização. “
Nem todas as crianças adotam um objeto transicional,alguns bebês desenvolvem a capacidade de criar e se individualizar sem, necessariamente, fazer uso de um brinquedo: “O fenômeno transicional geralmente está associado a algo sensorial ou perceptível. Mas a escolha é particular de cada criança. Para algumas, basta a figura da mãe”,


Bjs Fabi






4 comentários:

  1. Fabi a "naninha" do Davi ta um trapo, pior que o cobertorzinho dos cachorros, da destruída, ja dei outra mas ele quer a velha, e agora?
    kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. O do Vini Nati tbm tá um trapo tambem..kkkk

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente o meu ñ pegou naninha, ele até dorme sem mim, mas demora.....Eu fiz de tudo para ele pegar um bichinho mas ñ rolou, acho q por isso q até hoje ele acorda de noite me procurando...Obrigada Fabi pelo tópico estava msm precisando,bjs..

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir